Blog

WhatsApp como ferramenta de marketing: o “lado B” da plataforma de fake news

WhatsApp como ferramenta de marketing
[:pb]

Envio de newsletters. Coleta de feedbacks. Mensuração de interações. Fomento a discussões. Composição de bases para contatos em diferentes estágios. Mensagens-chave ampliadas e notificadas rapidamente. Você sabia que todos estes recursos, indispensáveis na comunicação corporativa, estão ao alcance dos seus dedos? Literalmente. Tudo isso pode e já é feito quando se adota o WhatsApp como ferramenta de marketing.

 

Embora a plataforma tenha canalizado envios em massa de mensagens falsas, ficando no centro das discussões sobre fake news na política, tem também um “lado B” direcionado a comunicação corporativa. Ou seja, o WhatsApp que foi explorado de maneira infeliz para fraudar processos eleitorais, pode viabilizar um canal eficaz para que instituições e empresas, sejam governamentais ou não, estabeleçam um diálogo oficial com seu devido público.

 

Tão fácil como falar com seu parente mais próximo

 

Por simplificar o envio de mensagens, exigindo apenas conexão com a internet e isentando os usuários de qualquer tipo de cobrança, o WhatsApp se tornou um dos aplicativo mais populares nesta “geração smartphone”. Uma plataforma praticamente “obrigatória” em qualquer celular, seja ele Android ou iOS. Além disso, ostenta padrão de segurança baseado em criptografia de ponta a ponta.

 

As mesmas vantagens também servem para usar o WhatsApp como ferramenta de marketing. Dessa forma, você estabelece uma comunicação independente de regiões e com até 256 pessoas ao mesmo tempo. Nos grupos, cabe ressaltar que é possível permitir apenas aos administradores enviarem mensagens, o que pode ser útil para envio de comunicados, inclusive com links ou arquivos — de até 100MB. Call to Actions (CTAs) para assinar newsletters ou aderir a campanhas institucionais, por exemplo, funcionam bem neste formato.

 

Para ações mais personalizadas, a plataforma disponibiliza o WhatsApp Business. Gratuito e direcionado a pequenas empresas, principalmente B2C, esta versão permite a criação de catálogos de produtos e serviços, perfil comercial com informações úteis — como endereço, e-mail, site, entre outros —, organização de contatos por meio de etiquetas coloridas, programação de mensagens automáticas e outros recursos relevantes.

 

Dicas para WhatsApp como ferramenta de marketing

 

No entanto, o WhatsApp jamais deve assumir posto de “carro-chefe” das ações de marketing digital. Trata-se de uma ferramenta adicional para uma comunicação rápida com stakeholders. Além de ser possível oferecer suporte e nutrir o público com informações úteis e relevantes. Mas não mudar o tom das mensagens da marca é fundamental para preservar a identidade corporativa.

 

Além disso, providenciar um número dedicado para plataforma é mais adequado do que adaptar aquele chip antigo utilizado pelo departamento de marketing ou comercial. Outra prática que deve ser evitada é a compra de listas de contatos. Em vez disso, é mais eficaz avisar e convidar uma base pronta e engajada sobre a presença no WhatsApp.

 

Quando estiver com um público ativo na plataforma, o mais importante é garantir que ele se sinta confortável para dialogar com marca, seja para retirar dúvidas ou tecer críticas. Ouvir tudo o que os usuários têm a dizer e responder prontamente, seja em grupos ou em conversas particulares. Razão que dá sentido em manter um perfil da empresa no WhatsApp.

 

Atenção a tudo que a plataforma possibilita

 

O WhatsApp como ferramenta de marketing abre diversas possibilidades de uso para as marcas, seja para trabalhar a comunicação interna ou externa. Por isso, antes de colocar a empresa a disposição na plataforma, é necessário definir uma estratégia de atuação. Considere a ferramenta desde o planejamento dos grupos até um calendário de conteúdo.

 

Em grupos onde somente o administrador pode enviar mensagens, por exemplo, o ideal é prestar serviço para manter os membros atraídos. Estimular o compartilhamento de imagens, vídeos, dados e outras novidades que sejam relevantes, pode transformar o público do grupo em promotores da marca e atrair novos membros. Para que isso seja eficaz, o ideal é separar conteúdo exclusivo para o WhatsApp.

 

Outra forma de captar leads por meio da plataforma é participar, com o perfil da marca, de grupos paralelos dedicados a assuntos do segmento. Neles, participar dos diálogos sempre que houver oportunidade, expondo assim a empresa como especialista. Mas tudo isso deve acontecer sem viés de autopromoção ou qualquer tipo de spam.

 

Nos bastidores, há também constantes updates de funcionalidade no WhatsApp. Estudar e aderir mudanças na plataforma é um passo importante para manter sintonia com o público. Testar novas ideias em grupos internos, como usar um meme para parabenizar um funcionário, é um dos caminhos para descobrir novas possibilidades que o WhatsApp permite para a comunicação da sua marca, alinhada ao novo que a tecnologia traz.

[:en]

Sending newsletters. Feedback collection. Measurement of interactions. Encourage discussions. Composition of bases for contacts at different stages. Key messages expanded and notified quickly. Did you know that all these resources, indispensable in corporate communication, are at your fingertips? Literally. All of this can and is already done when WhatsApp is adopted as a marketing tool.

Although the platform has channeled mass submissions of fake messages, being at the center of discussions about fake news in politics, it also has a “B side” directed at corporate communication. In other words, WhatsApp that has been exploited in an unfortunate way to defraud electoral processes, can also provide an effective channel for institutions and companies to establish an official dialogue with their due public.

As easy as talking to your closest relative

By simplifying the sending of messages, requiring only an internet connection and exempting users from any type of charge, WhatsApp has become one of the most popular applications in this “smartphone generation”. A practically “mandatory” platform on any cell phone, whether Android or iOS, and it also boasts a security standard based on end-to-end encryption.

The same advantages also serve to use WhatsApp as a marketing tool, establishing communication independent of regions and with up to 256 people at the same time. In groups, it is worth noting that it is possible to allow only administrators to send messages, which can be useful for sending handouts, including links or files — up to 100MB. Call to Actions (CTAs) to subscribe to newsletters or join institutional campaigns, for example, work well in this format.

For more personalized actions, the platform provides WhatsApp Business. Free and aimed at small companies, mainly B2C, this version allows the creation of catalogs of products and services, commercial profile with useful information — such as address, email, website, among others —, organization of contacts through colored labels, automatic message scheduling and other relevant features.

Tips for using WhatsApp as a marketing tool

First, WhatsApp should never be the “flagship” of digital marketing actions. It is an additional tool for quick communication with stakeholders, where it is possible to offer support and nourish the public with useful and relevant information. But not changing the tone of brand messages is essential to preserve corporate identity.

In addition, providing a dedicated platform number is more appropriate than adapting that old chip used by the marketing or commercial department. Another practice that should be avoided is the purchase of contact lists. Instead, it’s more effective to notify and invite a ready and engaged base about your presence on WhatsApp.

When you have an active audience on the platform, the most important thing is to ensure that they feel comfortable talking to the brand, whether to remove doubts or complain about anything they want to. Listening to everything users have to say and responding promptly, whether in groups or in private conversations, is what makes sense in maintaining a company profile on WhatsApp.

Attention to everything that the platform allows

WhatsApp as a marketing tool opens several possibilities of use for brands, whether to work internal or external communication. Therefore, before making the company available on the platform, it is necessary to define an action strategy, considering from the planning of the groups to a content calendar.

In groups where only the administrator can send messages, for example, the ideal is to provide service to keep members attracted. Stimulating the sharing of images, videos, data and other relevant news can transform the group’s audience into brand promoters and attract new members. For this to be effective, the ideal is to separate exclusive content for WhatsApp.

Another way to capture leads through the platform is to participate, with the profile of the brand, in parallel groups dedicated to segment issues. In them, participate in the dialogues whenever there is an opportunity, thus exposing the company as a specialist. But all of this must happen without self-promotion or any type of spam.

Behind the scenes, there are also constant functionality updates on WhatsApp. Studying and adhering to changes in the platform is an important step to keep in tune with the public. Testing new ideas in internal groups, such as using a meme to congratulate an employee, is one of the ways to discover new possibilities that WhatsApp allows for the communication of your brand, in line with the new that technology brings.

[:es]

 

 

 

[:]