Blog

Planejamento de comunicação: o que levar em consideração?

Todo projeto de comunicação – seja ele de marketing digital, de conteúdo, comunicação interna ou relações públicas- requer um planejamento. De maneira geral, este planejamento de comunicação tem como propósito estabelecer objetivos a serem alcançados, as táticas realizadas e as métricas adotadas para que a organização obtenha retorno lá na frente, o qual pode ser tanto em exposição e reconhecimento de marca, quanto em aumento de vendas.

Outro aspecto importante é a periodicidade. É comum as áreas de comunicação e marketing trabalharem em seus planos olhando para o ano todo ou para seis meses. Mesmo que o planejamento de comunicação seja elaborado para o período de um ano, é essencial que o mesmo seja revisitado a cada três meses para analisar as ações que funcionaram e aquelas que necessitam melhorias.

Por onde começar

Antes de iniciar qualquer planejamento de comunicação é necessário uma reunião para definir o retorno esperado a partir das ações de comunicação. Uma vez realizada esta reunião, o planejamento de comunicação deve trazer as seguintes informações:

  • Análise do cenário econômico do país e do setor no qual o cliente está inserido;
  • Diagnóstico sobre a imagem do cliente, levando em consideração qualidade e volume de exposição, assim como percepção do público externo;
  • Apontar aspectos positivos que devem ser mantidos e/ou reforçados na marca, assim como negativos, que precisam ser revertidos para melhorar a reputação;
  • Análise da concorrência, envolvendo posicionamento no mercado, exposição e reputação na mídia e nas redes sociais.
  • Definir mensagens-chave;
  • Definir assuntos relevantes para posicionamento da marca;
  • Propor ações de relacionamento com o público-alvo;
  • Revisitar política de porta-vozes e realizar media training (mesmo com os executivos que já possuem experiência no relacionamento com a imprensa);
  • Sugerir o uso de ferramentas que ajudem, principalmente, nas atividades referentes a relacionamento com influenciadores digitais, monitoramento de mídias sociais e comunicação interna;
  • Obter o calendário de eventos do cliente e datas importantes para ações criativas;
  • Estabelecer rotina da conta, por meio de reuniões/calls de alinhamento, assim como entrega de relatórios de pendências;
  • Definir KPI’s como metas a serem perseguidas pela agência;
  • Entregar relatórios consultivos, quantitativos e analíticos de forma periódica.

Os aspectos citados acima são comuns a qualquer planejamento de comunicação, independente se o cliente deseja concentrar seus esforços em relações públicas, comunicação interna, marketing digital ou de conteúdo. Obviamente que cada serviço possui suas próprias características, mas eles representam informações básicas para que a equipe de comunicação possa atuar de uma maneira planejada e estratégica. Por fim, ressalto que para obter êxito nas ações de comunicação é preciso que o planejamento, uma vez aprovado, seja acompanhado de forma constante e ajustado conforme a necessidade, além de contar com a colaboração das lideranças executivas para que as ações de fato aconteçam.