WhatsApp como ferramenta de marketing: o “lado B” da plataforma de fake news

Envio de newsletters. Coleta de feedbacks. Mensuração de interações. Fomento a discussões. Composição de bases para contatos em diferentes estágios. Mensagens-chave ampliadas e notificadas rapidamente. Você sabia que todos estes recursos, indispensáveis na comunicação corporativa, estão ao alcance dos seus dedos? Literalmente. Tudo isso pode e já é feito quando se adota o WhatsApp como ferramenta de marketing.

Embora a plataforma tenha canalizado envios em massa de mensagens falsas, ficando no centro das discussões sobre fake news na política, tem também um “lado B” direcionado a comunicação corporativa. Ou seja, o WhatsApp que foi explorado de maneira infeliz para fraudar processos eleitorais, pode viabilizar um canal eficaz para que instituições e empresas, sejam governamentais ou não, estabeleçam um diálogo oficial com seu devido público.

Tão fácil como falar com seu parente mais próximo

Por simplificar o envio de mensagens, exigindo apenas conexão com a internet e isentando os usuários de qualquer tipo de cobrança, o WhatsApp se tornou um dos aplicativo mais populares nesta “geração smartphone”. Uma plataforma praticamente “obrigatória” em qualquer celular, seja ele Android ou iOS. Além disso, ostenta padrão de segurança baseado em criptografia de ponta a ponta.

As mesmas vantagens também servem para usar o WhatsApp como ferramenta de marketing. Dessa forma, você estabelece uma comunicação independente de regiões e com até 256 pessoas ao mesmo tempo. Nos grupos, cabe ressaltar que é possível permitir apenas aos administradores enviarem mensagens, o que pode ser útil para envio de comunicados, inclusive com links ou arquivos — de até 100MB. Call to Actions (CTAs) para assinar newsletters ou aderir a campanhas institucionais, por exemplo, funcionam bem neste formato.

Para ações mais personalizadas, a plataforma disponibiliza o WhatsApp Business. Gratuito e direcionado a pequenas empresas, principalmente B2C, esta versão permite a criação de catálogos de produtos e serviços, perfil comercial com informações úteis — como endereço, e-mail, site, entre outros —, organização de contatos por meio de etiquetas coloridas, programação de mensagens automáticas e outros recursos relevantes.

Dicas para WhatsApp como ferramenta de marketing

No entanto, o WhatsApp jamais deve assumir posto de “carro-chefe” das ações de marketing digital. Trata-se de uma ferramenta adicional para uma comunicação rápida com stakeholders. Além de ser possível oferecer suporte e nutrir o público com informações úteis e relevantes. Mas não mudar o tom das mensagens da marca é fundamental para preservar a identidade corporativa.

Além disso, providenciar um número dedicado para plataforma é mais adequado do que adaptar aquele chip antigo utilizado pelo departamento de marketing ou comercial. Outra prática que deve ser evitada é a compra de listas de contatos. Em vez disso, é mais eficaz avisar e convidar uma base pronta e engajada sobre a presença no WhatsApp.

Quando estiver com um público ativo na plataforma, o mais importante é garantir que ele se sinta confortável para dialogar com marca, seja para retirar dúvidas ou tecer críticas. Ouvir tudo o que os usuários têm a dizer e responder prontamente, seja em grupos ou em conversas particulares. Razão que dá sentido em manter um perfil da empresa no WhatsApp.

Atenção a tudo que a plataforma possibilita

O WhatsApp como ferramenta de marketing abre diversas possibilidades de uso para as marcas, seja para trabalhar a comunicação interna ou externa. Por isso, antes de colocar a empresa a disposição na plataforma, é necessário definir uma estratégia de atuação. Considere a ferramenta desde o planejamento dos grupos até um calendário de conteúdo.

Em grupos onde somente o administrador pode enviar mensagens, por exemplo, o ideal é prestar serviço para manter os membros atraídos. Estimular o compartilhamento de imagens, vídeos, dados e outras novidades que sejam relevantes, pode transformar o público do grupo em promotores da marca e atrair novos membros. Para que isso seja eficaz, o ideal é separar conteúdo exclusivo para o WhatsApp.

Outra forma de captar leads por meio da plataforma é participar, com o perfil da marca, de grupos paralelos dedicados a assuntos do segmento. Neles, participar dos diálogos sempre que houver oportunidade, expondo assim a empresa como especialista. Mas tudo isso deve acontecer sem viés de autopromoção ou qualquer tipo de spam.

Nos bastidores, há também constantes updates de funcionalidade no WhatsApp. Estudar e aderir mudanças na plataforma é um passo importante para manter sintonia com o público. Testar novas ideias em grupos internos, como usar um meme para parabenizar um funcionário, é um dos caminhos para descobrir novas possibilidades que o WhatsApp permite para a comunicação da sua marca, alinhada ao novo que a tecnologia traz.

Deixe um comentário