Como melhorar o relacionamento com colaboradores

Um bom relacionamento com colaboradores é sinalizado pelo respeito, confiança e clima amistoso no ambiente de trabalho. Essa condição é construída com o tempo, nutrida pelo cuidado e afeto com os sentimentos e anseios das pessoas. Sem esses aspectos, o coletivo de trabalhadores pode ficar propício à queda de produtividade, desmotivação, estresse, entre outros problemas.

Além de comprometer o sucesso da empresa, isso também é prejudicial para o bem-estar de todos os envolvidos no negócio. Portanto, para melhorar o relacionamento com colaboradores, a primeira coisa a ser feita é observar e ouvir os companheiros de trabalho.

Os líderes e gestores podem tomar diversas iniciativas. E isso envolve desde um planejamento estratégico de comunicação interna a um simples elogio por uma tarefa executada. Mas antes de partir para as ações, é fundamental realizar uma pesquisa de clima organizacional para tomar medidas mais assertivas. Sem contar que este já é um primeiro passo de respeitar o lugar de fala dos próprios colaboradores. 

Abrir o diálogo

Trabalhadores sem voz ativa geram um senso de que não possuem importância para o rumo da empresa. Logo, se sentem desprezados, como se não fizessem parte da companhia. Para evitar esse tipo de situação, é necessário que líderes e gestores estejam sempre abertos ao diálogo. Essa prática aproxima o relacionamento com colaboradores.

Eles devem se sentir confortáveis para propor mudanças e expor suas visões sobre diversos aspectos do negócio e ambiente de trabalho. Ações como redes sociais corporativas, reuniões coletivas e caixa de sugestões, podem melhorar esse tipo de cultura na empresa.

Além disso, os colaboradores também precisam receber feedback do que fazem, sejam eles negativos ou positivos. No primeiro caso, o ideal é ter cautela com o tom, sempre no sentido de ajuste e alinhamento. Já o elogio serve para valorizar os profissionais, e deve ser constante — mesmo que ele “só tenha feito sua função”.

Esclarecer e combinar

Falando em “função”, é importante manter o colaborador ciente, desde seu primeiro contato com a empresa, sobre quais serão suas responsabilidades no trabalho. A falta de clareza nisto pode comprometer seu engajamento, já que ele pode confundir seu papel e até se sentir deslocado ou explorado.

Isso também envolve transparecer, sempre que possível, metas, benefícios, situação empresarial, agenda de compromissos, entre outros. O mural de recados é um meio tradicional e eficiente para divulgar esse tipo de informação, além de comunicados via e-mail.

Quando os avisos possuem caráter mais individual, como normas de conduta, a solução pode estar na distribuição de manuais e cartilhas de orientação. Mas é importante frisar que o relacionamento com colaboradores fica melhor quando os contatos são pessoais, desde que isso não os submeta a pressões constrangedoras.

Estreitando as relações

Não é fácil lidar com pessoas diferentes, e isso pode fazer com que os colaboradores se sintam acanhados em conversar com seus líderes ou colegas de equipe. Uma solução para isso está nos serviços de mensagens instantâneas, que pode ser o próprio Skype ou WhatsApp.

Com essas vias, a troca de informações se torna mais ágil e as relações tendem a ficar mais estreitas. Encontros e eventos com a equipe, como happy hours, pode ser uma ótima maneira de externar um pouco o ambiente de trabalho e proporcionar uma relação mais próxima e descontraída entre todos.

Afinal, o local de trabalho é onde os colaboradores passam maior tempo de seus dias e nem sempre é possível manter uma estabilidade emocional sem as famosas “válvulas de escape”. Isso não sugere “abandonar as atividades” e deixar cada um fazer o que achar melhor. Na verdade, é uma questão flexibilizar a empresa para compreender e ponderar o outro lado.

Deixe um comentário