Pesquisa de clima organizacional: entenda seus colaboradores

Com os inúmeros desafios impostos pela economia brasileira nos últimos anos, as empresas têm procurado otimizar seus recursos ao máximo. Visando um equilíbrio saudável entre investimentos e despesas, um termo está cada vez mais em alta no mercado: produtividade. A busca pelo aumento da produtividade faz com que organizações praticamente se reestruturem. Mudam seus planejamentos, revisam processos, realizam novas contratações, internalizam tecnologias, entre outros elementos. Ainda assim, em muitos casos, um “pequeno segredo” fica de lado: a valorização do ambiente interno. Se você deseja conhecer o nível de felicidade de seus colaboradores, por que não divulgar uma pesquisa de clima organizacional? As pesquisas parecem simples de produzir. Só parecem. E continuam “esquecidas” ainda por boa parte do mercado.

Pessoas mais felizes em seus empregos são mais produtivas. A lógica parece simples, mas quão mais produtivas elas são? As pesquisadoras Sonja Lyubomirsky, da Universidade da Califórnia, e Laura King, da Universidade de Missouri, conduziram um longo estudo sobre esse tema para a Associação Americana de Psicologia (APA). De forma resumida, a descoberta foi interessante: em média, um profissional feliz é 31% mais produtivo, apresenta nível de criatividade três vezes maior e tende a registrar um aumento de 37% nas vendas. Os dados por si só demonstram a relevância de colaboradores satisfeitos e motivados. Ainda assim, não é por um passe de mágica que você terá funcionários alegres no dia a dia, afinal suas vidas pessoais interferem na busca pelo equilíbrio com a vida profissional. Mas é bem possível identificar o nível de satisfação de cada um deles.

Desenvolvendo a pesquisa de clima organizacional

O primeiro passo é criar uma pesquisa interna, com a finalidade de entender este nível de satisfação, após sua divulgação. O desenvolvimento do questionário e de seu teor dependem muito de cada corporação, além de seu segmento. Explico melhor: uma empresa que trabalhe com o desenvolvimento de software, na área de TI, por exemplo, exige um nível de concentração muito alto de seus colaboradores. É comum encontrá-los com headsets, escutando suas músicas favoritas, e com o olhar fixo para a tela do computador, por boa parte do dia. Detectar suas emoções é uma tarefa muito mais complexa que em uma loja de venda de algum determinado produto, local onde as interações pessoais são primordiais. Ou seja, é muito provável que o questionário tenha que ser bem mais completo na desenvolvedora de software.

A pesquisa pode ter diferentes formatos. O questionário pode ser via alternativas, com os funcionários marcando X para os tópicos em que estiverem satisfeitos, ou por meio de respostas em que eles puderem assinalar “sempre”, “muitas vezes”, “às vezes”, “poucas vezes” ou “nunca”. As perguntas podem englobar diferentes tópicos. Veja exemplo de uma pesquisa de clima organizacional abaixo:

  1. Você gosta do ambiente de trabalho?
  2. Tem prazer em trabalhar na empresa?
  3. Acha que a empresa atende os clientes de forma satisfatória?
  4. Sente-se motivado todos os dias ao acordar para trabalhar?
  5. Enxerga oportunidades de crescer dentro da organização?
  6. Acredita que os funcionários trabalhem de forma colaborativa?
  7. É tratado de forma respeitosa pelos colegas?
  8. Considera um ou mais colegas profissionais como seus amigos?
  9. Tem recebido feedback sobre o seu trabalho com a frequência que gostaria?
  10. Já foi alguma vez elogiado por seu chefe?
  11. Já foi alguma vez criticado por seu chefe?
  12. Acredita que seu chefe seja um modelo para a equipe?
  13. Pensa que a empresa tem as tecnologias necessárias para desenvolver o trabalho da melhor forma?
  14. Acredita que concentra mais esforços no trabalho que deveria?
  15. Tem conseguido conciliar com sua vida pessoal, normalmente?

A pesquisa de clima organizacional de uma empresa visa entender o nível de motivação dos colaboradores

Os passos seguintes

Com as respostas em mãos, é hora de compilar os dados e verificar possíveis respostas mais “sensíveis”. Há funcionários que merecem uma atenção maior, mais dedicada. É hora de entender como melhorar o engajamento de seus colaboradores – ampliando também o dos clientes, por consequência. Na fase de análise, é fundamental que a empresa identifique as respostas de maior percentual para cada pergunta. Se 75% dos funcionários disserem que nunca receberam um feedback, talvez seja necessário introduzir essa nova prática dentro da organização. Por outro lado, se 98% dos colaboradores sentem-se motivados para acordar e ir ao trabalho, as ações de valorização do ambiente interno definitivamente estão no caminho certo.

O que isso permite? Estruturar as respostas mais frequentes dadas por seus funcionários na pesquisa de clima organizacional permite reorganizar sua estratégia e definir novas táticas para cada departamento. Ou, num cenário ideal (e perfeito, praticamente), mostra que você está tomando todas as medidas corretas. Partindo da ótica de que mudanças serão necessárias de fato, elenque suas prioridades.

  1. Criar reuniões internas periódicas para fornecer feedback aos colaboradores;
  2. Passar a fazer elogios públicos quando os profissionais executarem um trabalho bem feito;
  3. Realizar treinamentos internos, com o objetivo de capacitar os funcionários.

Essas são algumas dicas de ações a serem tomadas, dependendo da prioridade – varia muito de acordo com as respostas obtidas. Divulgue os resultados, via e-mail, newsletter ou jornal mural. A comunicação interna é importante para que os funcionários sintam-se como parte integrada da empresa. Eles precisam notar que a empresa onde trabalham se importa com eles. É importante mapear os perfis e dar sequência ao trabalho. Como? É simples. Após a realização das ações e um tempo determinado (dali a seis meses ou um ano), faça uma nova pesquisa, com perguntas similares e algumas novas, questionando, por exemplo, se os colaboradores puderam sentir realmente essas novidades dentro da organização.

Torne frequente a pesquisa de clima organizacional e faça com que a sua empresa seja o mais humana possível. Motive seus colaboradores ao máximo, aumentando a qualidade no ambiente de trabalho. Afinal, colaboradores mais felizes irão produzir mais e melhor.

Deixe um comentário