Como as marcas podem se proteger das fake news

A internet é, com certeza, a maior invenção do ser humano no último século. Encurtou distâncias, ampliou o acesso ao conhecimento e, consequentemente, à informação. Democratizou a notícia a partir das redes sociais, tornando o cidadão comum uma fonte de informação tão relevante quanto um grupo de comunicação. Apesar dos inúmeros benefícios, presenciamos algumas atrocidades e uma das mais recentes é o surgimento das fake news, mas que para os mais conservadores podemos chamar de fofoca ou boato.

Uma marca necessita de anos e muito investimento para se consolidar no mercado e conquistar a confiança de seu público. Em contrapartida, toda a reputação adquirida pode ir pelo ralo a partir de uma fake news. Afinal, uma notícia falsa é criada e disseminada por sites falsos de notícias e nas redes socias. Esta última, por exemplo, possui um potencial enorme para a difusão de fake news. Isso porquê as pessoas, geralmente, não verificam a procedência da informação que estão lendo antes de compartilhar com seus amigos.

Diante disso, quais medidas uma marca deve tomar para evitar ser prejudicada por fake news?

Em primeiro lugar deve ter uma estrutura de comunicação bem montada e preparada para agir prontamente em caso de crise de imagem. Abaixo, relaciono as principais atividades de comunicação para combater as fake news:

Gestão de mídias sociais

Como já mencionado anteriormente as redes sociais são as principais ferramentas para divulgação e disseminação de fake news. Para evitar danos à marca, é preciso monitorar 24 horas por dia as redes sociais para saber como a sua marca está sendo citada e a quais assuntos tem sido relacionada. Dessa forma, é possível agir prontamente para esclarecer os fatos.

Assessoria de Imprensa

A imprensa continua sendo uma das mais importantes formas pelas quais o público consome informação. Sua assessoria de imprensa terá a missão de esclarecer os fatos aos jornalistas para que eles incluam o posicionamento da sua marca na matéria. Importante lembrar que jornalistas formam opinião e que também são ativos nas redes sociais.

Marketing de Conteúdo

O surgimento de uma crise a partir de uma fake news é o momento ideal para sua marca gerar uma “agenda positiva”em torno de si mesma. Isso significa que uma marca séria tem muitas notícias positivas para serem divulgadas junto a diferentes públicos. E, certamente, irão ajudar a reverter a imagem da marca.

Relacionamento com Influenciadores

Hoje, é cada vez mais comum vermos marcas se relacionando com influenciadores e microinfluenciadores. Isso porque essas pessoas atingem um público mais seleto, com perfil que a marca deseja. Em uma situação de crise por fake news, é importante reunir seus influenciadores em um evento privado para esclarecer os fatos e deixá-los tranquilos quanto à marca para que eles possam, da mesma maneira, transmitir as informações ao seu público.

Essas são algumas das ações que podem ser tomadas pelas marcas para combater e se defender das fake news. Aos leitores, fica a dica: desconfie de tudo o que você lê. Verifique a veracidade da notícia e pesquise sobre o veículo que publicou tal notícia. Cheque se esta informação já apareceu em outro veículo de comunicação e confira se o autor da notícia é um jornalista.

Deixe um comentário